;
Sintomas precoces de atrofia muscular espinal (AME) tipo 2 e AME tipo 3

REFERENCIAR PARA DIAGNÓSTICO

Um lactente com AME pode depender do seu reconhecimento imediato de possíveis sinais de AME4 e da referenciação rápida para um centro neuromuscular especializado5,6

Uma referenciação rápida e atempada irá permitir:4,5

Acesso precoce a cuidados especializados5

Acesso precoce a testes genéticos6

Intervenção médica precoce para limitar a progressão da doença4,5

Alcançar resultados ideais4,5

VIGILÂNCIA CLÍNICA CONTÍNUA

Enquanto médico, encontra-se numa posição privilegiada para estar atento aos sinais e para referenciar imediatamente para um neuropediatra4–6

A menos que haja uma história familiar, o diagnóstico é, geralmente, desencadeado pelos sinais clínicos da AME6

Esteja atento aos sinais de alerta da AME3

Se suspeitar de AME, atue imediatamente2

Referenciar com urgência para um neuropediatra5,6

Frequentemente, falar sobre as preocupações relativas ao desenvolvimento de uma criança é exigente e pode ser um momento tenso para pais e cuidadores.7,8 É crucial usar o seu discernimento clínico,2 dado que o diagnóstico precoce da AME é essencial5,9

A sua referenciação rápida é crucial para otimizar os resultados na AME4,5,10

Referências

Referências
  • 1. Kolb SJ and Kissel JT. Neurol Clin. 2015;33(4):831–46.
  • 2. Prior TW, Leach ME, Finanger E. Spinal Muscular Atrophy. 2000 Feb 24 [Atualizado 2019 Nov 14]. In: Adam MP, Ardinger HH, Pagon RA, et al. editors. GeneReviews® [Internet]. Seattle (WA): University of Washington, Seattle; 1993–2020.
  • 3. Wang CH, et al. J Child Neurol. 2007;22(8):1027–49.
  • 4. Qian Y, et al. BMC Neurology. 2015;15:217.
  • 5. Govoni A, et al. Mol Neurobiol. 2018;55(8):6307–18.
  • 6. Mercuri E, et al. Neuromuscul Disord. 2018;28(2):103–15.
  • 7. Lurio JG, et al. Am Fam Physician. 2015;91(1):38–44.
  • 8. Mammas IN and Spandidos DA. Exp Ther Med. 2018;15:3673–9.
  • 9. Glascock J, et al. J Neuromuscul Dis. 2018;5(2):145–58.
  • 10. Schorling DC, et al. J Neuromusc Dis. 2020;7:1–13.
;
;